15 de maio de 2009

E Lost minha gente?

Eu tive que tirar um dia pra digerir tanta coisa que aconteceu no(s) último(s) episódio(s)... e tive que ter tempo livre pra escrever um post também.

Spoilers, afinal é último episódio.

Aparece um cara logo na primeira cena, vivendo à la Tom Hanks em Naúfrago, e claro que todos nós já esperavámos para que ele fosse o Jacob, não é? Eu esperava. E não é que era. E claro, que quando aparece a menina sardenta, já imaginávamos se tratar da Kate, não é gente?

Mas tirando isso houveram coisas legais.

E claro, que a ilha é um lugar tão foda que tem material pra você fazer tudo o que quiser/precisar, desde fazer um parto, uma operação de câncer e até desarmar uma bomba. Valeu Sayd/MacGyver. E claro, que andar com um objeto nulcear nas costas é super tranquilo.
Outra coisa que já encheu e encheu mesmo, é a dona Kate. O mulher chata e entrona e empaca foda. Ela não deixa ninguém ser feliz, não? Até o Jack bobão se encheu da chatisse dela, a Juliete deveria ter dado uns tapas na cara dela e o Saywer deveria dar um gelo nela.

Achei bem bancana, o Jacob ser a ligação entre todos os personagens do voo 815 e estar em todos os momentos cruciais e ainda pedir que a Kate prometesse que não iria mais roubar na vida, dar a caneta que incentiva o Saywer e escrever a carta ao verdadeiro Sr. Sawyer, dar a benção aos recém casados Jin e Sun e dizer que eles nunca devem subestimar o amor que sentem um pelo outro e além disso ele estava com Sayd quando Nádia foi atropelada. Além de outros momentos.
Agora tem uma coisa que não dá: são as tais cenas de tiroteio, tipo a que aconteceu na estação Cisne, fico com muita vergonha de ver como é mal ensaiada e desnecessária.

E uma coisa partiu meu coração: a carinha de Sawyer quando Juliete caí dentro da estação

Nenhum comentário: